Colocado Sunday, 20 November, 2016 por Portugal Motorsport

Share Share Share

AFC 2Tiago Monteiro e António Felix da Costa estiveram imparáveis nas corridas de F3 e Guia, integradas no Grande Prémio de Macau 2016, entrando assim para a história do automobilismo nacional, ao terem conseguido a primeira vitória na famosa corrida da Guia e a segunda na F3, respetivamente, aos comandos de um Honda TCR e um Dallara VW.

 

António Félix da Costa venceu esta madrugada a 63ª edição do Grande Prémio de Macau de Fórmula 3, numa exibição magistral do piloto Português, que fez história para as cores Nacionais, tornando-se duplo vencedor desta importante corrida Internacional.

 

Depois da vitória de ontem na corrida de qualificação, Félix da Costa sabia que a tarefa de hoje não se avizinhava fácil, mas o piloto luso queria vencer e se bem pensou, melhor o fez. No momento do arranque o piloto de 25 anos foi surpreendido pelo seu colega de equipa Sergio Sette Camara, mas depois da saída do safety car, Félix da Costa saltou para o comando, dominando os acontecimentos até ao final, numa actuação soberba que não passou despercebida a ninguém.transferir (1)

 

Fantástico dia para as cores Nacionais, com Félix da Costa a repetir o feito alcançado em 2012, com a felicidade a ser bem evidente nas palavras de AFC logo após o final da corrida: “que dia! Estou sem palavras, é um dos dias mais felizes da minha carreira. Sabia que largando da pole dificilmente chegaria à primeira curva na frente pois a recta até lá é grande, mas depois do safety car passei para frente, ataquei forte durante algumas voltas, arrisquei para ganhar alguma distância e consegui vencer. É um dia histórico para mim, para todos nós Portugueses e quero dedicar esta vitória à minha equipa Carlin, que esteve brilhante todo o fim-de-semana, a todos os Portugueses que aqui estiveram a apoiar-me, não há forma de agradecer este apoio incrível. Por último ao Dr. Aki, uma pessoa que teve um forte impacto na minha vida e que me ajudou a tornar-me no piloto e na pessoa que sou.

 

 

TMa

Infelizmente deixou-nos a semana passada. Estou muito emocionado, contente do fundo do meu coração e são estes momentos que fazem valer a pena todo o esforço! Sou Campeão do Mundo, obrigado a todos, obrigado Portugal!”, referiu o novo Campeão do Mundo FIA de F3, designação agora dada ao vencedor do Grande Prémio de Macau de Fórmula 3.

 

 

 TIAGO MONTEIRO DOMINA A “GUIA”

Tiago Monteiro cumpriu a promessa de vingar o infortúnio de 2014 e venceu de forma categórica a corrida do TCR Internacional Series no Circuito da Guia em Macau. O piloto português saiu do terceiro lugar da grelha, fez um arranque notável e assumiu a liderança da prova que não mais largou até ao cruzar de meta.

A primeira manga foi atípica mas muita característica das corridas em Macau. Tiago largou de terceiro e em terceiro terminou depois de inúmeras confusões que obrigaram a paragens sucessivas e a pouco tempo de corrida propriamente dita:

 

Foi muito estranho e difícil. Fiz um bom arranque mas com as lutas fiquei novamente em terceiro, mas logo de seguida a corrida é interrompida e numa sequência de paragens e arranques não deu para recuperar lugares”, explicou.

 

Mas o melhor estaria para vir no segundo e último confronto. Tiago estava na terceira posição e uma vez mais sabia que o arranque poderia ser determinante. E se bem o pensou melhor o fez. Assumiu a liderança após a partida numa disputa assertiva e não mais largou o primeiro lugar, gerindo o andamento e lutando pela vitória que lhe escapou em 2014. No final, a alegria pela vitória num circuito que está no imaginário de todos era notória: “Sabia o que tinha
de fazer e se fosse bem sucedido tudo poderia acontecer. Arrisquei e consegui. Mas a corrida foi muito complicada. O nível é elevadíssimo e tive de fazer uma enorme gestão para me manter na frente. Sabia que o mínimo deslize poderia ser fatal. Mas quando finalmente vi a bandeira xadrez, a satisfação foi gigantesca. Uma sensação fantástica. Estou muito contente”,
referiu o piloto da

Honda.

AFC 3

Mas as alegrias não ficariam por aí, já que Tiago teve a oportunidade de ver António Félix da Costa vencer também a corrida de F3: “Poderá haver melhor desfecho que este?! Estamos todos de Parabéns e o automobilismo nacional também. Foi um enorme orgulho ver o António ganhar. Agora é tempo de festejar”, concluiu.

   
Categorias | Destaque, Internacional, Portugal Motorsport, Velocidade-Noticias

Share Share